23 HISTÓRIAS SECRETAS ENVOLVENDO SEXO QUE HOMENS NOS CONTARAM ANONIMAMENTE

Davi Rocha

1. Não me orgulho, mas aconteceu.

“Uma vez eu fui visitar uma ex-crush, que na época estava grávida há quatro meses do namorado dela, barriga já aparecendo e tudo. Conversa vai, conversa vem, ficamos e no fim acabamos transando. Ela tá com o namorado até hoje. Não me orgulho. Nunca contei pra ninguém. Mas aconteceu”.

2. Com medo de explodir.

“Nos primeiros boquetes que recebi eu não consegui gostar porque na verdade ESTAVA DOENDO. Eu ficava me contorcendo e acho que o @ pensou que era tesão, mas na verdade era dor e medo de estourar o Junior. Mas acho que com o tempo esse trauma passou. Acho rs”.

3. Na mamadeira.

“Tenho incontinência e por isso uso fraldas desde sempre. Quando consegui meu primeiro encontro, fiquei super nervoso sobre como ela reagiria com meu problema. Quando me dei conta, ela estava me dando cerveja em uma mamadeira”.

4. Rimos muito.

“Uma vez estava eu e a minha namorada transando gostoso. Eu resolvi dar um beijo grego nela, ela soltou um pum na minha boca, quebrou o clima e ficamos rindo um do outro”.

5. Com ajuda dos doguinhos.

“Teve uma vez que transei no chão da varanda com minha namorada e os cães dela ficaram lambendo meu pé, mas fiquei com vergonha de avisar. Então só chacoalhei os pés mas eles não saíram, foi um sexo muito engraçado”.

6. Aqui o dog atrapalhou.

“Chamei o crush pra dormir em casa pela primeira vez. Enquanto estávamos nos amassos, meu dog começou a chorar na porta. Deixei ele entrar, já que ele sempre dorme na própria caminha. Quando fomos pros finalmentes, o cachorro subiu na cama e lambeu o cu do boy. Ele nunca mais veio em casa”.

7. Foi o maior susto da minha vida.

“Uma vez eu estava transando e quando eu ejaculei saiu sangue. Foi o maior susto da minha vida, não sabia onde enfiar a cara. Fui ao médico e ele disse que era normal, que algum vaso se rompeu por conta da pressão e que isso é mais comum do que se imagina”.

8. QUE VIBE!

“Uma vez estava viajando com minha namorada, algo como uma lua de mel no Nordeste. Absolutamente toda vez que ela ia me chupar, e eu estava prestes a gozar, sentia vontade de soltar pum. Não sei o que aconteceu naquele fim de semana, mas tive que interrompê-la muitas vezes. Até hoje sinto vergonha ao lembrar”.

9. ?!?!?!?!?!

“Já me masturbei vendo Google Earth, acho sexy pensar que somos tão pequenininhos”.

10. A vontade.

“Tenho uma vontade enorme de pedir um dedinho da minha namorada na ‘Terra Prometida’, mas nunca perguntei a opinião dela com medo de ser julgado”.

11. Transando com o tarólogo.

“Um dia eu decidi transar com meu tarólogo (sim, era um cara). As preliminares estavam ótimas, na hora que eu fui penetrar nele eu broxei violentamente porque lembrei que ele era meu tarólogo. Ajudei ele a gozar (nada mais justo), mas estava torcendo para colocar de volta a minha roupa. Terminamos a noite tomando um café e falando da vida por horas a fio. Ainda me consulto com ele”.

12. Dois anos e uma tragédia.

“Eu tinha um crushzão da porra num certo boy. Depois de mais de dois fucking anos apaixonado por ele, quando ele finalmente decidiu me comer, eu passei cheque e minha cara queimou de tanta vergonha, frustração e tristeza :(“.

13. O professor particular e um aluno “hétero”.

“Eu sou professor particular. Tenho um aluno, ele é casado, ‘hétero’ e me paga duas horas/aula por semana. Há quatro meses ‘estou dando aula’, até hoje nunca nem abrimos os livros e eu deixo para vocês imaginarem o que fazemos”.

14. Ele ainda não estava dentro.

“Uma vez estava sendo passivo e meu parceiro estava fazendo algo muito bom, no qual estava me dando muito prazer. Como foi a primeira vez que fui ser passivo estava achando ótimo, comecei a gemer e falar que estava muito bom. Então ele olhou pra mim e disse que não era penetração, que não estava dentro. Fiquei fazendo a sonsa como se não fosse comigo”.

15. Aquele dos três episódios de Xena.

“Marquei um encontro com o boy pelo Grindr e chegando lá ele me fez assistir três episódios de XENA!! E ele ainda cantava o refrão de abertura. Não teve sexo, claro”.

16. Sexo com três.

“Eu sempre quis um sexo a três, mas eu sei que meu namorado não quer isso. Tudo bem! Ele tem um pinto de borracha e um dia eu estava na casa dele. Eu sabia que ele estava para chegar, então comecei a brincar com o Chico (é assim que ele chama o consolo). Quando ele chegou começamos a brincar os “três” juntos e foi maravilhoso!”.

17. “Depois de receber a primeira chupada, aproveitei muito”.

“Sempre tive curiosidade em ir nos cinemas pornôs do centro de SP. Fui um dia e meio que fiquei viciado. Aquele clima de putaria com vários caras me excita demaaais. Na primeira vez que eu fui estava morrendo de medo, mas depois de receber a primeira chupada, relaxei e aproveitei muito. No final desse dia, eu estava numa roda com cinco caras, todo mundo se chupando e se punhetando. Sempre que dá, dou uma passada nesses cinemas e relaxo. Já fiz dois amigos no cinemão, e às vezes combinamos de ir juntos. Ir nesses lugares me fez descobrir que sou um tanto exibicionista. Percebi que o fato de eu estar transando e ter alguém olhando me excita muito”.

18. Caindo de boca.

“Eu sou homem e consigo fazer voz de mulher. Algumas vezes liguei para alguns conhecidos meus fingindo ser uma garota interessada em bater papo. No meio da conversa a minha personagem começa a falar com uma voz mais sensual e diz que a voz do interlocutor é muito gostosa e que provoca arrepios. Quase todos ficam assanhados e a conversa vai ficando cada vez mais apimentada. Então, quando eles estão com muito tesão, eu pergunto se eles transariam com uma garota e um amigo junto, e se eles permitiriam que o amigo os chupasse. Dessa maneira eu descubro quais deles aceitam transar com homens, então quando eles vêm me visitar eu coloco um filme pornô e caio de boca. 😋”.

19. Quando você chupa muito, mas fica com o coração apertado.

“Enquanto eu namorava com meu ex (o único, pois sou puro), um amigo meu que, POR ACASO, é padre, ficava fazendo brincadeiras comigo. Porém eu nunca fazia nada para manter a castidade e nunca achei que ele fosse fazer alguma coisa. Até que um dia ele fez. Combinamos de eu ir à casa dele pra CONVERSAR e ver um filme e eu fui. Como eu disse, sempre vi as brincadeiras como nada mais que brincadeiras. Aí, do nada, ele passou a mão na minha bunda umas três vezes, e eu já tinha brincado que se ele fizesse isso eu ia pegar no pau dele. Eu ameacei de novo e ele pegou de novo na minha bunda. Ai eu passei a mão na mala dele, de leve. Ele veio atrás e falou ‘ah não, pega direito’. Daí, não teve como evitar. Chupei muito ele, mas com o coração apertado porque tava traindo meu ex e isso era algo que eu não fazia. Depois do ocorrido, nunca mais conversei com esse padre. Meu ex nunca soube do que aconteceu e terminamos por outro motivo. Isso serviu pra eu ver que traição realmente não é pra mim. Errei feio e sofri muito pelo que tinha feito. Nunca mais”.

20. “Ela foi junto pra me banhar. Comecei a desesperar nessa hora”.

“Depois que eu terminei um namoro de quatro anos, comecei a viver pela simples necessidade de putaria. Apareceu uma menina no Tinder, a gente deu match e não passava pela minha cabeça que poderia acontecer o contrário e dar merda. Chegou o dia, fui pra casa dela, cheguei e já fomos pro quarto. Achei bom na hora a objetividade, mas o perigo tava ali. A morena era insaciável, entrei às 13h00 no quarto, fizemos quase o Kama Sutra todo, distendi a perna nessa molecagem. Mais de 22h00 e a gente no quarto e eu podre de cansado. Três gozadas depois o ‘Juninho’ deitou eternamente e ela com ele mole na boca a meia hora. Até que eu pedi um tempo pra tomar um banho. Ela foi junto pra me banhar. Comecei a me desesperar nessa hora. Terminamos o banho e nada do ‘menino’ reagir. Pedi desculpas (como se depois de quase dez horas de ação quase contínua, eu ainda precisasse fazer alguma coisa) e depois de outra meia hora de explicações, saí pra pegar o ônibus. Voltei pra casa com a cabeça rodando e com a certeza que nunca mais ia ter uma transa homérica daquelas”.

21. No final, estava de quatro.

“Peguei minha namorada me traindo com um primo dela do interior (eu sei, parece conto erótico, mas é real). Quando percebi, estava de quatro, lambendo as botas do cara, enquanto ele transava com minha esposa. No final tive que limpar a “sujeira” que ele fez. Sinceramente? Gostei XD”.

22. A despedida de solteiro.

“Na despedida de solteiro do meu primo, achei que ia ter mulher. Só tinha homens. Meu primo fez sexo comigo e com mais cinco caras. Isso eu nunca disse a ninguém. Ele está casado há 10 anos e esse é nosso segredo”.

23. Que mundo pequeno!

“Namorei uma menina, lá pros nossos 16 anos. Aprontávamos todas na escadaria do prédio (o famoso Degraus Motel). Anos depois, os pais dela se separam e minha mãe casou com o pai dela. Eles nem imaginam isso”.

Davi Rocha

1. Não me orgulho, mas aconteceu.

“Uma vez eu fui visitar uma ex-crush, que na época estava grávida há quatro meses do namorado dela, barriga já aparecendo e tudo. Conversa vai, conversa vem, ficamos e no fim acabamos transando. Ela tá com o namorado até hoje. Não me orgulho. Nunca contei pra ninguém. Mas aconteceu”.

2. Com medo de explodir.

“Nos primeiros boquetes que recebi eu não consegui gostar porque na verdade ESTAVA DOENDO. Eu ficava me contorcendo e acho que o @ pensou que era tesão, mas na verdade era dor e medo de estourar o Junior. Mas acho que com o tempo esse trauma passou. Acho rs”.

3. Na mamadeira.

“Tenho incontinência e por isso uso fraldas desde sempre. Quando consegui meu primeiro encontro, fiquei super nervoso sobre como ela reagiria com meu problema. Quando me dei conta, ela estava me dando cerveja em uma mamadeira”.

4. Rimos muito.

“Uma vez estava eu e a minha namorada transando gostoso. Eu resolvi dar um beijo grego nela, ela soltou um pum na minha boca, quebrou o clima e ficamos rindo um do outro”.

5. Com ajuda dos doguinhos.

“Teve uma vez que transei no chão da varanda com minha namorada e os cães dela ficaram lambendo meu pé, mas fiquei com vergonha de avisar. Então só chacoalhei os pés mas eles não saíram, foi um sexo muito engraçado”.

6. Aqui o dog atrapalhou.

“Chamei o crush pra dormir em casa pela primeira vez. Enquanto estávamos nos amassos, meu dog começou a chorar na porta. Deixei ele entrar, já que ele sempre dorme na própria caminha. Quando fomos pros finalmentes, o cachorro subiu na cama e lambeu o cu do boy. Ele nunca mais veio em casa”.

7. Foi o maior susto da minha vida.

“Uma vez eu estava transando e quando eu ejaculei saiu sangue. Foi o maior susto da minha vida, não sabia onde enfiar a cara. Fui ao médico e ele disse que era normal, que algum vaso se rompeu por conta da pressão e que isso é mais comum do que se imagina”.

8. QUE VIBE!

“Uma vez estava viajando com minha namorada, algo como uma lua de mel no Nordeste. Absolutamente toda vez que ela ia me chupar, e eu estava prestes a gozar, sentia vontade de soltar pum. Não sei o que aconteceu naquele fim de semana, mas tive que interrompê-la muitas vezes. Até hoje sinto vergonha ao lembrar”.

9. ?!?!?!?!?!

“Já me masturbei vendo Google Earth, acho sexy pensar que somos tão pequenininhos”.

10. A vontade.

“Tenho uma vontade enorme de pedir um dedinho da minha namorada na ‘Terra Prometida’, mas nunca perguntei a opinião dela com medo de ser julgado”.

11. Transando com o tarólogo.

“Um dia eu decidi transar com meu tarólogo (sim, era um cara). As preliminares estavam ótimas, na hora que eu fui penetrar nele eu broxei violentamente porque lembrei que ele era meu tarólogo. Ajudei ele a gozar (nada mais justo), mas estava torcendo para colocar de volta a minha roupa. Terminamos a noite tomando um café e falando da vida por horas a fio. Ainda me consulto com ele”.

12. Dois anos e uma tragédia.

“Eu tinha um crushzão da porra num certo boy. Depois de mais de dois fucking anos apaixonado por ele, quando ele finalmente decidiu me comer, eu passei cheque e minha cara queimou de tanta vergonha, frustração e tristeza :(“.

13. O professor particular e um aluno “hétero”.

“Eu sou professor particular. Tenho um aluno, ele é casado, ‘hétero’ e me paga duas horas/aula por semana. Há quatro meses ‘estou dando aula’, até hoje nunca nem abrimos os livros e eu deixo para vocês imaginarem o que fazemos”.

14. Ele ainda não estava dentro.

“Uma vez estava sendo passivo e meu parceiro estava fazendo algo muito bom, no qual estava me dando muito prazer. Como foi a primeira vez que fui ser passivo estava achando ótimo, comecei a gemer e falar que estava muito bom. Então ele olhou pra mim e disse que não era penetração, que não estava dentro. Fiquei fazendo a sonsa como se não fosse comigo”.

15. Aquele dos três episódios de Xena.

“Marquei um encontro com o boy pelo Grindr e chegando lá ele me fez assistir três episódios de XENA!! E ele ainda cantava o refrão de abertura. Não teve sexo, claro”.

16. Sexo com três.

“Eu sempre quis um sexo a três, mas eu sei que meu namorado não quer isso. Tudo bem! Ele tem um pinto de borracha e um dia eu estava na casa dele. Eu sabia que ele estava para chegar, então comecei a brincar com o Chico (é assim que ele chama o consolo). Quando ele chegou começamos a brincar os “três” juntos e foi maravilhoso!”.

17. “Depois de receber a primeira chupada, aproveitei muito”.

“Sempre tive curiosidade em ir nos cinemas pornôs do centro de SP. Fui um dia e meio que fiquei viciado. Aquele clima de putaria com vários caras me excita demaaais. Na primeira vez que eu fui estava morrendo de medo, mas depois de receber a primeira chupada, relaxei e aproveitei muito. No final desse dia, eu estava numa roda com cinco caras, todo mundo se chupando e se punhetando. Sempre que dá, dou uma passada nesses cinemas e relaxo. Já fiz dois amigos no cinemão, e às vezes combinamos de ir juntos. Ir nesses lugares me fez descobrir que sou um tanto exibicionista. Percebi que o fato de eu estar transando e ter alguém olhando me excita muito”.

18. Caindo de boca.

“Eu sou homem e consigo fazer voz de mulher. Algumas vezes liguei para alguns conhecidos meus fingindo ser uma garota interessada em bater papo. No meio da conversa a minha personagem começa a falar com uma voz mais sensual e diz que a voz do interlocutor é muito gostosa e que provoca arrepios. Quase todos ficam assanhados e a conversa vai ficando cada vez mais apimentada. Então, quando eles estão com muito tesão, eu pergunto se eles transariam com uma garota e um amigo junto, e se eles permitiriam que o amigo os chupasse. Dessa maneira eu descubro quais deles aceitam transar com homens, então quando eles vêm me visitar eu coloco um filme pornô e caio de boca. 😋”.

19. Quando você chupa muito, mas fica com o coração apertado.

“Enquanto eu namorava com meu ex (o único, pois sou puro), um amigo meu que, POR ACASO, é padre, ficava fazendo brincadeiras comigo. Porém eu nunca fazia nada para manter a castidade e nunca achei que ele fosse fazer alguma coisa. Até que um dia ele fez. Combinamos de eu ir à casa dele pra CONVERSAR e ver um filme e eu fui. Como eu disse, sempre vi as brincadeiras como nada mais que brincadeiras. Aí, do nada, ele passou a mão na minha bunda umas três vezes, e eu já tinha brincado que se ele fizesse isso eu ia pegar no pau dele. Eu ameacei de novo e ele pegou de novo na minha bunda. Ai eu passei a mão na mala dele, de leve. Ele veio atrás e falou ‘ah não, pega direito’. Daí, não teve como evitar. Chupei muito ele, mas com o coração apertado porque tava traindo meu ex e isso era algo que eu não fazia. Depois do ocorrido, nunca mais conversei com esse padre. Meu ex nunca soube do que aconteceu e terminamos por outro motivo. Isso serviu pra eu ver que traição realmente não é pra mim. Errei feio e sofri muito pelo que tinha feito. Nunca mais”.

20. “Ela foi junto pra me banhar. Comecei a desesperar nessa hora”.

“Depois que eu terminei um namoro de quatro anos, comecei a viver pela simples necessidade de putaria. Apareceu uma menina no Tinder, a gente deu match e não passava pela minha cabeça que poderia acontecer o contrário e dar merda. Chegou o dia, fui pra casa dela, cheguei e já fomos pro quarto. Achei bom na hora a objetividade, mas o perigo tava ali. A morena era insaciável, entrei às 13h00 no quarto, fizemos quase o Kama Sutra todo, distendi a perna nessa molecagem. Mais de 22h00 e a gente no quarto e eu podre de cansado. Três gozadas depois o ‘Juninho’ deitou eternamente e ela com ele mole na boca a meia hora. Até que eu pedi um tempo pra tomar um banho. Ela foi junto pra me banhar. Comecei a me desesperar nessa hora. Terminamos o banho e nada do ‘menino’ reagir. Pedi desculpas (como se depois de quase dez horas de ação quase contínua, eu ainda precisasse fazer alguma coisa) e depois de outra meia hora de explicações, saí pra pegar o ônibus. Voltei pra casa com a cabeça rodando e com a certeza que nunca mais ia ter uma transa homérica daquelas”.

21. No final, estava de quatro.

“Peguei minha namorada me traindo com um primo dela do interior (eu sei, parece conto erótico, mas é real). Quando percebi, estava de quatro, lambendo as botas do cara, enquanto ele transava com minha esposa. No final tive que limpar a “sujeira” que ele fez. Sinceramente? Gostei XD”.

22. A despedida de solteiro.

“Na despedida de solteiro do meu primo, achei que ia ter mulher. Só tinha homens. Meu primo fez sexo comigo e com mais cinco caras. Isso eu nunca disse a ninguém. Ele está casado há 10 anos e esse é nosso segredo”.

23. Que mundo pequeno!

“Namorei uma menina, lá pros nossos 16 anos. Aprontávamos todas na escadaria do prédio (o famoso Degraus Motel). Anos depois, os pais dela se separam e minha mãe casou com o pai dela. Eles nem imaginam isso”.

https://go.hotmart.com/L43405156B

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s