Esse me pegou de jeito…que tesão!

Anônima

Oi, sou Ale, uma loirinha que cresceu em uma pequena cidade do interior do RS.Vim para Pelotas para fazer minha faculdade, e até então eu havia namorado apenas um cara, o qual fiquei muito tempo, até descobrir que algumas coisas que me desagradaram quanto a índole e acabamos. Como é meu primeiro conto vou me descrever: loira, olhos cor de mel,1,72/63 kg, e gosto da minha bunda e dos meus seios que são grandes sem exageros e com os biquinhos bem rosados, minha pepeca é rosinha assim como meu buraquinho, gosto de me vestir bem e sei que chamo atenção.

Bem, mas o fato é que aos 27 anos eu estava namorando um cara, mas do qual eu esperava mais, me tratava bem, saíamos para passear, mas o sexo era como o do meu ex, ou seja bem trivial e eu ouvia minhas amigas e colegas falando em altas transas, só para vcs terem uma idéia nenhum dos meus namorados havia pedido sexo anal, e também nunca deixei gozarem na minha boca, eu até chupava,mas com confesso que com certo nojinho.

Em uma noite fomos convidados por um casal de amigos para irmos até uma parrilla(restaurante de carnes), e estamos lá quando chega um amigo do casal, um cara bem bonito, quase tão alto quanto meu namorado, mas de olhos verdes e pele bem bronzeada, resumindo para vocês um TESÃO de homem, e sentou conosco e ficamos os 5 conversando, descobri que era de uma cidade próxima a minha, só que ainda menor, e começou a falar mal da minha city e comecei a ficar emburrada, até que pedi para ir para casa, e neste dia pedi para ficar na minha casa e no caminho só ia falando mal do carinha para o meu namorado. Passou uma semana e eu havia ficado na casa do meu namorado, e me falou que antes de me deixar em casa tínhamos que passar na casa de um cara que iria trabalhar com ele aquele dia. Quando o cara desceu do apto era o cara do jantar, já fiquei puta e fui se dizer uma palavra até em casa, isto ocorreu antes do Carnaval[Z1] [Z2] .

Depois do Carnaval saímos para jantar em uma turma grande, e quando vejo entra o carinha que falava mal da minha cidade, e por um acaso do destino a única cadeira que estava disponível para que sentasse era em frente onde eu estava, e foi ali que o cara sentou, e começou a beber e me olhar, me despir,me comer com os olhos e quando ia servir cerveja para ele sempre me fitava e enchia meu copo, e vou ser sincera, minha calcinha começou a ficar úmida, tanto que chamei a namorada de um dos caras da mesa, a que eu tinha mais intimidade e convidei para ir ao banheiro. Falei o que estava acontecendo, e ela me disse que se fosse com ela, começava a dar bola para ela não teria dúvidas em transar com ele. Voltei para mesa e agora quando ele ia se servir eu já pedia para encher o meu e o olhava bem nos olhos no que ele não desvia seu olhar, e meu namoradinho entretido com os amigos, e quando já era 1 hora da manhã pedi para ir embora, e no caminho até em casa eu terminei meu namoro. Cheguei em casa e fui dar uma olhadinha no face, e lá estava uma solicitação de amizade do carinha, aguardei uma meia hora e o add, e ele queria papo, dizendo que conhecia meus tios e até minha mãe, desconversei e disse que estava muito cansada, conversaríamos outro dia.

Entrei no face toda a semana e nada dele entrar, depois vim saber que trabalhava na estância do amigo que estávamos no primeiro jantar, e que lá não pegava sinal de celular. Quando foi sexta-feira ele entrou e já me chamou, perguntou se eu iria em um churras na casa do Pi, disse que não, óbvio que eu iria, pois sabia que meu ex não estava na cidade, mas disse que não iria.

É uma pena, estou louco para te ver de novo;e nos despedimos, me disse que precisava tomar um banho e ir ajudar no churrasco.

Lá pelas 20 e 30 a Aline, a amiga que disse que transaria com ele sem pensar, veio me buscar para o churras. Chegamos lá e vi que éramos poucas pessoas, de solteiros só eu e ELE, os demais eram casais que brincavam com a situação de sermos os dois solteiros. Depois de comermos o pessoal começou a ir embora, e fomos para a sala de estar no segundo piso, e sai na sacada para fumar e logo ele veio também fumar, ficamos conversando, o danado começou a chegar perto, falar que adorava meu cheiro e me beijou e eu correspondi, nossa não parávamos de nos beijar, até os outros dois casais começaram a sacanear e acabamos entrando e nos sentando com os demais. Depois de uma hora mais ou menos ELE disse que iria embora e tomei coragem e pedi uma carona, e foi me levar para casa. Quando paramos na frente do meu apto perguntou se eu não ia convidar para subir, eu disse que melhor não, vai que alguém conhecido passasse e visse o carro dele ali, riu e disse que poderia guardar o carro na garagem,no meu box, e que duvidava que eu não tivesse o controle. Disse que tinha sim, e colocamos o carro na garagem, mas falei que era só para conversarmos mais um pouco e que depois iria embora,e topou.

quando saímos do carro e fui abrir a porta que separa a garagem do hall de entrada, ele me pegou por trás, e começou a beijar minha nuca, suas mãos havidas me apalpavam o corpo e nesse momento consegui abrir a porta, pedi que subisse comportado até o apto.Abri a porta, pedi que entrasse e ele já veio me beijando, e eu sai fora e fui em direção a geladeira e rapidamente abri uma das cervejas que meu ex havia deixado, peguei um copo e dei para ELE tomar, parece que se acalmou, e convidei para irmos até a área de serviço para fumar um cigarro, e logo que terminamos eu pedi licença para ir no banheiro, mas ele veio atrás de mim e me pegou no marco da porta da cozinha, me deu um puta de um beijão e fui amolecendo, se encostou bem em mim e senti pela primeira vez a tora, a pica dura encostar em mim, nossa eu já estava louca de tesão e aquilo me descontrolou, intensifiquei os beijos tornando-os mais lascivos, me virou de costas, e beijou minha boca, no meu ouvido falou baixinho:

– Que beijo gostoso, tô louco para te provar;

nossa, parece que foi a gota d’água que faltava, pois me puxou de costas para ele e enfiou a mão dentro da minha calça, passou a mão na minha bucetinha coberta pelo fino tecido da calcinha,

– Hum,tu tá toda molhadinha;

eu só balancei a cabeça e pedi que parasse, que era para sentarmos e conversarmos sobre nós, mas ele colocou a mão dentro da minha calcinha, e começou a dedilhar meu grelinho que estava duro, enfiou a mão dentro da minha bucetinha e tirou passando nos meus lábios, me virei e recebi um baita beijo, ele rapidamente abriu os botões da minha blusa, e tirou um dos meus seios para fora, quando os viu durinhos,bico rosadinho se pôs a chupar, eu já não oferecia resistência, e só curtia e não vi que o safado abriu o botão e o zíper da minha calça e enfiou a mão na minha bunda, minha calcinha ele puxou toda para cima fazendo com que sumisse no meu reguinho e eu sentisse a tirinha cutucar meu botãozinho, por trás o sem vergonha conseguiu voltar a tocar minha bucetinha e eu já louca para gozar, mas não tomava a iniciativa, e foi ele que abriu sua calça e pegou minha mão colocando-a no seu caralho, nossa me assustei, deveria ter o dobro do tamanho do meu ex, mas peguei a pica e completamente tarada me abaixei e cai de boca no pau, chupei todo, beijando muito a cabeça rosadinha, passei a língua em toda a extensão da pica e me agarrou dos cabelos e forçou todo na minha boca, não deu, não dava, e suguei tudo que podia, e ele fazia movimentos de vai e vem como se estivesse fudendo minha boquinha, me levantei completamente tonta e pedi para sentar na cadeira, mas ele me pegou no colo e me colocou deitada na mesa de madeira da cozinha, eu não oferecia mais resistência e foi quando tirou minha calça, a calcinha, a blusa e o sutiã, fiquei nua, exposta na mesa fria da cozinha, ele afastou as cadeiras e pelo lado da mesa chegou e me beijou a boca, desceu para os meus seios lindos e voltou a chupar um e o outro, mordia a auréola e eu já doidinha de olhos fechados, e esperando onde seria o próximo beijo senti que a pica estava perto da minha boca e virei a cabeça para o lado e cai de boca na pica, mamei gostoso, mas o danado se afastou e ouvi uma cadeia ser puxada, sentou em uma cadeira,puxou minhas pernas e senti a delícia da língua invadir a minha buceta melada, enfiava a língua lá dentro e depois pincelava meu grelo, e senti que meu gozo vinha, e veio…gozei na boca dele, tive vários orgasmos e o safado continuava chupando até que parou, e senti a cabeça da pica forçando a minha grutinha, fechei as pernas, disse que sem camisinha não rolaria, mas ele disse que não seria problema, pegou a calça do chão e no bolso havia uma camisinha, me desceu da mesa e sentou em uma cadeira, pediu para eu ajudar, e foi o que fiz, assim que terminei ele me puxou e pediu para eu sentar no colo, eu fiquei abri as pernas e fiquei de pé, e fui agachando, senti a cabeça da pica forçar meus lábios e se abrirem, entrou aquele cabeção me preenchendo toda e deixei a pica tomar conta da minha grutinha, sentei gostoso e comecei a rebolar muito, e procurei a boca, adoro meter beijando, e assim fiquei rebolando gostoso, até que o meu gozo veio e no ouvido eu avisei, e disse me que também ia acabar e explodimos em um gozo perfeito, e ficamos curtindo abraçados.

Convidei para tomarmos uma cerveja e fumar um cigarro, nos levantamos,vesti minha calcinha e minha blusa, ele colocou apenas a cueca, abri uma cerveja, acendemos um cigarro e fomos até a área de serviço. Lá ficamos conversando e fumando os dois debruçados na janela, e quando ele foi pegar o copo de cerva me abraçou por trás e me coxou gostoso, senti que já estava de pau duro, dei uma rebolada para que o pau entrasse no meio a minha bunda e quando entrou fiquei me esfregando louca de vontade no pau gostoso, no meu ouvido ele dizia que eu tinha uma bunda maravilhosa(na verdade falou rabo), e notei que ele abaixou a cueca, colocando o pau no meio de minhas coxas, não tentava meter, só pedia para eu apertar as pernas e sentir o pau deslizando entre os grandes lábios da minha xaninha, o sarro gostoso, eu já toda melada, querendo pica de novo, e foi quando ele passou o pau melado no meu cuzinho rosadinho, senti uma coisa estranha, já haviam me pedido,mas eu não havia dado nunca, ainda mais para um gostosinho que eu acabara de conhecer, mas que aquilo me deu pensamentos maliciosos me deu, imagina se ele os adivinhasse kkkkkk, meteria tudo no meu rabinho virgem, me pegou pela mão e me levou até a sala, tirou minha blusinha e calcinha e fez com que eu me ajoelhasse no tapete,ficou de pé com a pica na altura da minha boca e me pediu para chupar, nossa aquele pau me olhando, ali duro, pronto,não tive dúvidas e beijei a cabeça, lambi toda a extensão da pica, segurei com uma mão o saco e enfiei tudo na minha boca, e mamei,chupei, punhetei aquela pica linda, e olhava para ele com cara de tarado, estava adorando ver as reações dele a cada mamada, até que acho que sentindo que eu faria ele gozar, me levantou e me colocou de quatro em cima do sofá, e literalmente caiu de boca na minha bucetinha rosadinha, e lambia também o cuzinho, me arrepiei toda quando enfiou a língua dentro de mim e depois lambeu gostoso meu cú, nossa que chupada delícia, logo depois senti a pica passeando entre meus lábios, e a ponta do caralho apontando para minha grutinha, eu falei que sem camisinha não, e perguntou se não poderia pelo menos colocar a cabecinha dentro sem camisinha, mas antes que eu respondesse senti a cabeça da pica força meus lábios e se alojar dentro, só tive tempo de dizer para,para, imagina com meu ex que namorei 6 meses eu não deixava sem camisinha quem diria com um estranho, e tentei fugir,tirando a pica,mas ele veio para frente de novo e recolocou a pontinha, tirava, e colocava a ponta me enlouquecendo de tesão, até que esqueci da bendita camisinha e cheguei meu corpo para trás fazendo com que aquela delícia de pica entrasse toda dentro de mim, e inconscientemente comecei a rebolar que nem doida, até que me segurou forte pela cintura e disse que era a vez dele, nossa, ele metia tudo e tirava tudo, e começou a fazer cada vez mais rápido até que avisei que iria gozar, ele enfiou um dedinho no meu buraquinho rosado e falou que também ia gozar, eu pedi, na verdade supliquei para que gozasse fora, e quando eu estava gozando gostoso ele tirou o caralho e gozou em cima da minha bundinha e na portinha do meu anel rosado…nossa que trepada gostosa, ele sentou e me aninhei no colo dele, mal sabia que eu estava tomando a melhor surra de pica da minha vida :-).

Eu achei que para uma noite estava bom, minha pepeka ardida de pica, eu delirando em meus pensamentos abraçada no macho e foi quando voltamos a nos beijar, e parecia que quando começávamos era como rastilho de pólvora, e como eu estava nua no colo dele, já começou a passar a mão pelo meu corpo me incendiando de novo, e passou a mão na minha pepeka que já foi ficando molhadinha, e senti o volume da pica, e já fui ficando em uma posição que pudesse chupar bem gostoso, mas ele me pegou pela mão, e me levou até o quarto, e lá me pôs de 4 e ficou de pé, ai pediu para eu chupar, e eu já taradinha me pus a mamar rebolando muito, enfiei na boca e comecei a tirar bem apertadinho, beijava a cabeça e logo lambia todo o caralho, até que ele me virou de quatro para ele, enfiou sem cerimônia a cabeça na minha xaninha e começou a meter, empurrar tudo e tirar, em uma dessas tiradas pincelou meu cuzinho, tremi, mas senti uma coisa boa, e se agachou e lambeu bastante meu rabinho, cuspiu com gosto e socou o dedinho no cú, reclamei,mas logo a pica foi entrando na buceta e fui aceitando o dedo no meu cuzinho virgem, até que me sussurrou que queria fuder meu cú, e tirou da bucetinha e senti a pressão da piça contra minhas preguinhas, eu disse que não,

– Vem, deixa,vai ser gostoso!

– Nunca dei atrás, e muito menos sem camisinha,

ele saiu do quarto e voltou com o vidro do azeite e uma camisinha, e me colocou de novo de quatro, e pediu que eu colocasse a camisinha pq queria gozar dentro de mim, e eu desajeitadamente e com tesão coloquei a camisinha no mastro, e voltei a posição de quatro para ele, e logo senti que enfiou a cabeça e toda a pica na minha bucetinha rosinha e de poucos pentelhos e enquanto ele metia senti que derramou o azeite na minha bundinha até que escorreu para o reguinho, chegando por fim no meu cuzinho, me arrepiei com aquele líquido frio e logo senti um, depois dois dedos no meu cuzinho, e reclamei, e ele empurrou com vigor a pica na buceta fazendo com que eu esquecesse, até q começou a tirar e botar, em uma dessas tiradas senti aquela tora forçar minhas preguinhas, e a cabeça entrou,

– Tira,tira que ta doendo muito;

– Calma,vai ficar bom, deixa o teu rabinho se acostumar com o caralho,

em seguida já não doía tanto e quando me acalmei senti ele empurrar,empurrar carne para dentro até me atolar todo o cú, e mandou que eu rebolasse, e parece que querendo me livrar da carne que me invadia eu fui me atolando cada vez mais, até que finalmente senti aquela coisa sair de mim, mas quando faltava só a cabecinha o safado tarado começou em um vai e vem louco e me ardia, eu mexia para ver se parava ou ele gozava logo, me falou para enfiar enfiar os dedinhos na xana e me masturbar, eu falei que não tava conseguindo, então ele conseguiu dedilhar meu grelinho e fui sentindo uma sensação maravilhosa, fui sentindo meu gozo vir, e já mandava meter no meu rabo com gosto, e avisei que ia me acabar, então ele parou de me masturbar, me segurou forte pela cintura e mandou ver a pica no meu cú com vontade e eu só pedia para ele gozar em cima de mim, que eu queria ver a porra, que queria sentir o leite no meu corpo e nessa hora gozei e ele como um cavalo tirou a pica, arrancou a camisinha, me virou de frente para ele e gozou, o primeiro jato atingiu meu rosto, depois meus seios os quais fez questão de espalhar pelo meu corpo, se agachou e ainda chupou minha bucetinha fazendo com que eu tivesse outro orgasmo. Ele pediu para tomar um banho, eu disse que sim e foi, enquanto eu me curtia toda esporrada,depois fui tomar um banho e quando voltei estava vestido na sala tomando uma cervejinha,fui até ele só de camisetão e perguntei onde iria, me disse que o combinado é que ficaria só um pouco, então eu pedi:

– Dorme comigo hoje!


 [Z1]

 [Z2]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s