A esposa do pintor, pura sacanagem!!!

Parte inferior do formulário

Louko-por-loucuras

Estou terminando de construir uma casa na chacara onde pretendo morar, é um lugar lindo cercado por arvores e afastado 3 km do centro onde tem varios comercios e, como esta em fase de acabamento, um amigo me indicou um pintor que trabalha bem e tem como ajudante a sua esposa, o serviço é limpo o trabalho é bom e eles são de inteira confiança. Combinamos de nos encontrar no sábado as 14 hs para fazer um orçamento e conversarmos sobre a obra. No sábado no horário combinado fui buscá-los pois o sr. Antenor não tem carro, chegaram pontualmente e foi com grande surpresa que vi um homem de uns 50 anos bem vestido e com uma pequena bolsa e uma mulher com uns 10 anos a menos muito bonita e com uma bunda deliciosa usando uma calça de cotton azul clara e uma camiseta larga branca, pude ver as suas curvas deliciosas e meu pau já deu sinal de alerta. Nos cumprimentamos com apertos de mãos cordialmente e entramos no carro com ela na frente ao meu lado, não pude deixar de olhar suas coxas grossas e sua bucetinha que estava separada deixando uma racha evidente e, ela percebeu que eu olhava e abriu ainda mais as pernas, sorri com a situação pois mal a conhecia. Ao chegarmos desci do carro correndo para o lado dela e abrindo a porta pra ela descer, Sandra sorriu mostrando covinhas deliciosas em seu rosto, entramos e fui mostrando o que eu queria , seu Antenor com um metro media tudo e Sandra anotava as medidas, depois de olhar tudo na parte de baixo, fomos pro andar acima onde tem 3 quartos, um escritório e uma saleta onde será a sala de televisão e nesse cômodo tinha umas manchas na parede onde via-se um escorrido de água, seu Antenor perguntou se podia subir pra olhar o que era aquilo, descobrimos que um dos canos estava rachado e que precisava concertar para não afetar o reboco, depois de passar por uma passagem difícil ele me pediu cola, um pedaço de cano e uma serra, providenciei tudo e perguntei quanto tempo demoraria, ele me disse que de 30 a 40 minutos mais ou menos pois a cola precisava secar pra ele testar e não queria descer e ter que subir novamente.
Desci com Sandra pra mostrar o quintal e o que eu queria fazer futuramente, conversávamos sobre obras quando ela pediu pra usar o banheiro disse que sim mas que ele ainda não tinha porta, ela disse que não tinha problema e entrou , quando eu ia sair  do cômodo onde estávamos para ela ficar à vontade ela disse que eu não precisava sair e que eu ficasse à vontade pois a casa era minha, me surpreendi quando ela tirou a calça mostrando uma calcinha azul bebê mínima tirando-a e sentando na privada, fiquei de boca aberta e de pau duro. Ela riu e perguntou se havia algum problema, eu disse que não seria problema meu atual estado apertando meu pau por cima da calça, ela pediu pra resolve-lo e veio na minha direção ajoelhando e tirando minha bermuda e minha cueca de uma vez e abocanhando meu pau até o talo, chupou por alguns minutos e levantou-se me beijando, fiz com que ela ficasse de bruços na mesa abaixando mais sua calça e sua calcinha deixando seu cuzinho livre e sua bucetinha linda com fácil acesso dos meus dedos e de minha língua, abusei daquela buça deliciosa enfiando até 4 dedos de uma vez e no seu cuzinho eu atolava 2 com ela gemendo e rebolando pedindo mais, tinha apenas uma camisinha na carteira, coloquei-a e antes de fodê-la bem gostoso atolei minha língua no seu cuzinho, ela chorava de tesão, posicionei e dei duas bombadas na sua bucetinha enfiando meu pau de uma só vez e depois coloquei no seu rabinho que já estava amaciado de tanta dedada e meu pau entrou facinho, percebi que ela estava enfiando os dedos na bucetinha quando anunciou o gozo e pela primeira vez vi uma ejaculação feminina, um liquido denso desceu pelas pernas dela, amei, continuei bombando no seu cuzinho e quando vi que ia gozar ela parou, tirou a camisinha e começou a me chupar enchendo sua boca de porra bebendo tudinho, sem parar ela continuava chupando tentando tirar o máximo de porra do meu pau, novamente duro ela deitou na mesa e pediu pra fodê-la, enfiei meu pau naquela bucetinha linda que engolia e parecia morde-lo com a bucetinha, foi delicioso e muito intenso até ela novamente gozar me pedindo pra não parar, fiquei com receio mas estava bom demais e gozei na sua bucetinha , ela não saiu da posição que estava e pude ver meu esperma saindo de dentro dela , não aguentando de tesão pela visão, cai de boca lambendo tudinho e depois beijando-a. Eu estava na varanda e ela no banheiro quando seu Antenor desceu dois minutos depois de nos recompormos, esqueci de lavar o rosto para tirar o cheiro daquela bucetinha deliciosa mas ele não percebeu (ou fingiu) dando um beijinho na sua esposinha putinha.Tratamos os valores e combinamos de começar a obra na segunda -feira (acho que vou quebrar outro cano kkkkk)
Transamos mais duas vezes na obra e seu Antenor nem desconfiou ( eu acho).
Beijos a todos e lambidas para alguns…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s