SONETO HINDU

Glauco Matoso

         Na Índia a felação é tão falada

         que tem nos “Kama Sutra” um texto inteiro.

         Lá diz que um servo, como chupeteiro,

         resolve quando a fêmea não quer nada.

         Me contam que na mais baixa camada

         os cegos são mantidos em puteiro

         e, em troca de comida ou por dinheiro,

         batalham pra chupar gente abastada.

         Queria fazer parte desta casta

         e, além de chupar rola, ser forçado

         a toda a obrigação dum pederasta:

         Após ao superior o cu ter dado,

         Ralar a língua vil na sola gasta

         E suja (Vou gozar!) de seu calçado.

MATTOSO, Glauco.  Desilluminismo.  Goiânia, GO: martelo, 2016.  152 p.  Projeto gráfico e capa: Lucas Mariano.   152 p..  ISBN 978-85-68693-12-4 Tiragem: 500 exs. numerados. Ex. bibl. Antonio Miranda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s