SEREIA

Sereia, Fantasia, Místico, Natureza, Mar

Numa praia distante,

perdido de amor,

um coração tristonho

é todo dor.

O que será que houve,

assim, de tão forte,

ao coração sentido?

Lembranças?

Perdidos amores? 

Quem sabe, até dores

de um coração vencido?

Numa praia, distante,

entre o mar e a areia,

morreu, nesse instante,

num coração,

a sereia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s