CORA CORALINA

Mulher, Idosos, Pé, Lagoa, Cão, Volta, Contemplando

É pedra que fere os pés nas águas do mar azul

ou arremesso de morte na cobra que fere e mata.

É canto puro de anjos cantado nas catedrais

ou colorido perfeito colorindo todo o céu.

É o grito da natureza querendo sobreviver

ou a agonia da morte de todo dia morrer.

É poesia nascida sem tempo de se escrever

ou toda a vida contada com versos de sem querer.

Palavra que não se explica

por não poder se explicar.

À não ser quando se aplica

com ina, pra se enfeitar.

Aí, então, nasce Cora

Coralina pra se amar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s