AT TWO HUNDRED AN HOUR

Já dirigimos: Ford GT é carro de corrida para as ruas

At two hundred an hour,

there is no God.

At two hundred an hour,

there is only the wind out there

and the rigid body

on the steering wheel.

At two hundred an hour

on the straight of life

there is nothing,

nor the living wound of time.

Just the certainty of freedom,

flying to meet

of danger.

There will always be,

  somewhere,

a crazy flying

and dying

at two hundred an hour.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s