UM DIA NO CLUBE

Eu ia sempre nos finais de semana, sábados e domingos, ao clube campestre. Lá, aproveitando uma paisagem bucólica extraordinária, revigorava as forças para continuar  a luta semanal, no meu dia a dia de vendedor de imóveis.

No clube,  jogava sinuca quando tinha um parceiro ou, simplesmente, ficava deitado a beira da piscina, olhando as pessoas e me deixando levar pelos pensamentos. Como não tinha muitos conhecidos lá, pouco conversava com as pessoas. De vez em quando, ia até um dos poços de pesca e ficava observando alguém que, com uma vara de pescar na mão, tentava garantir o peixinho do almoço. Porque era permitido levar o resultado da pesca para casa. Assim como também os sócios podiam passar pela horta e escolherem verduras novinhas e fresquinhas para levarem consigo. O clube, na realidade, era para nós, seus associados, uma espécie de sítio na periferia da cidade. O certo é que eu gostava de passar ali os meus finais de semana. Ia bem cedinho e só retornava ao final da tarde. O que vou contar,no entanto, aconteceu em uma quarta-feira.

Eu havia tirado a quarta-feira de folga, aproveitando que a imobiliária não iria funcionar para passar por uma fiscalização. Então, por não ter nada para fazer, resolvi ir ao clube. Cheguei lá pelas nove horas. Estava quase vazio, com poucos frequentadores. A piscina era o local mais procurado porque o sol estava forte e o céu sem nuvens parecia fazer o dia parecer mais quente ainda.

De onde eu estava, deitado preguiçosamente em uma cadeira dessas  de tomar sol, vi quando uma garota me olhou da piscina, sorrindo. Eu a reconheci como a mesma que uma tarde, no salão de jogos, me chamara para jogar ping- pong. Naquela ocasião, conversamos um pouco. Ela me havia dito que ia ao clube só de vez em quando, porque trabalhava nos finais de semana em eventos culturais. Não Me disse que tIpo de eventos. Agora, estava saindo da piscina e caminhando, sorrindo, até onde eu estava. Não vai entrar na água, perguntou. Está gostosa, quentinha. Eu lhe disse que não, mas ela me estendeu a mão e sem aceitar o meu não como resposta, me puxou fazendo com que eu a acompanhasse. Entramos na agua e descobri que ela tinha razão. A água estava mesmo quentinha, boa para se ficar. Como não gosto muito de nadar, fiquei olhando-a brincar na água. Perguntei se queria um refrigerante ela disse que sim. Saí da piscina e fui ao bar. De lá, vi quando ela saiu da água e dirigiu-se ao prédio central, onde ficava o salão de jogos e os banheiros. Fui ao seu encontro e encontrou-me na porta. Entreguei a ela a latinha de refri e entramos. Fui para o salão de jogos e ela para a parte separada dos banheiros. Não havia ninguém na sala de jogos. Eu estava me virando para sair quando a ouvi chamar “ei, dá uma chegadinha aqui”.

Quando cheguei na parTe reservada aos banheiro eu a via vindo ao meu encontro. Completamente nua. Ante o meu espanto, tomou-me pela mão e levou-me para o ultimo box, num canto. Lá, tirou a minha roupa me abraçando e beijando. Depois, entramos debaixo do chuveiro, que estava quentinho, e começou a se esfregar em mim. Pegou o meu pau e começou uma punheta. Bem devagar. Bem gostosa. Depois, abaixou-se e me chupou deliciosamente por um momento que desejei que nunca terminasse. Antes que eu gozasse, virou-se de costas e enfiou nela o meu pau, rebolando devagar, me fazendo quase explodir de prazer. Gozamos juntos. Depois, saímos rapidamente e voltamos para a piscina. Um de cada vez, para que ninguém suspeitasse de nós. Ela entrou na água e eu fui, novamente, ao bar. Comprei dois refrigerantes e voltei. Ao chegar na piscina, procurei-a mas ela não estava mais lá.

Ao voltar para casa, no final da tarde, eu já fazia planos para voltar ao clube. E não seria, nunca mais, nos finais de semana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s